sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Mudar o mundo.


Toda empresa possui uma essência. Um jeito de ser que se percebe ao passar pela portaria, ao falar com a mocinha na recepção. É o tal "clima"; ambiente, estilo, alguma coisa meio instintiva que sentimos nos olhares das pessoas que estão na reunião com a gente.Tudo comunica, como já escreveu meu amigo Paulo Nassar, da ABERJE.

Conheci algumas empresas de "alma" nestes últimos anos. Elas têm a alma dos fundadores. O desafio é sempre manter a chama acesa, mesmo que eles não estejam mais presentes no dia-a-dia da gestão.

Numa visita recente à Natura, em Cajamar (SP), pude comprovar mais uma vez que a essência da empresa é o que a faz diferente das outras. Participei do Painel de Engajamento de Stakeholders, conversei com diversas pessoas de diferentes áreas e cargos e visitei a fábrica.

É uma satisfação descobrir que existem empresas que buscam gerar riqueza, respeitando o meio ambiente e estão preocupadas com as pessoas, com as relações humanas - com o mundo. A Natura é uma delas, de verdade.

Nenhum comentário: