terça-feira, 8 de julho de 2008

Para que serve um jornal?

Resgatei um trecho do texto sobre o papel da imprensa, muito válido para os tempos atuais. Um texto importante pois um texto inteligente não tem data de validade, vale ao longo dos anos - apesar das mudanças de cenários políticos e econômicos.

No caso, o "Para que serve um jornal" foi publicado pelo Correio Braziliense em 19 de setembro de 1999 - ou seja, no século passado! (rs). Vale a leitura, para quem não conhece:

Para que serve um jornal

Um jornal serve para servir. Servir principalmente a uma cidade. Um jornal se for só papel serve para cobrir o chão quando pintamos a casa ou embrulhar peixe no mercado. Um jornal se for só negócio serve apenas para crescer em lucros, máquinas e construções. Um jornal se for mero símbolo, tradição e história serve para discursos pomposos mas ocos de compromisso com a vida. Um jornal grife funciona só para o marketing ou propaganda de empresa líder de mercados. Mas o que faz um jornal servir é algo além da mercadoria ou da imagem que projeta.

Um jornal não tem senhores, domínios, posses ou posessões. Um jornal serve quando não é escravo até do seu próprio sucesso. Então pra que serve um jornal, mesmo? Um jornal serve para publicar o que se fala, refletir o que se publica, aprofundar o que se opina sobre o publicado e ampliar TODAS as opiniões sobre o dito e o refletido.

Um jornal serve para servir ao seu eixo principal de credibilidade: o leitor. Um jornal serve para ir além da notícia quando busca suas relações, seu contexto, as circunstâncias que geraram o fato e até avaliar suas consequências. Um jornal serve para pensar. (...)

Leia o texto na íntegra, acessando o Blog do Noblat: http://oglobo.globo.com/pais/noblat/post.asp?cod_Post=104511&a=119

Nenhum comentário: