domingo, 8 de março de 2009

Vanguarda.

Não por acaso, escrevo este post na data de hoje. Quero fazer um reconhecimento. Conheci a Nádia Rebouças numa das reuniões do comitê de comunicação da Ação da Cidadania, movimento pioneiro liderado por Herbert de Souza, o Betinho contra a "Fome, a Miséria e pela Vida". Naqueles tempos, como redator publicitário, eu não percebia o quanto de vanguarda existia no pensamento da Nádia.

Para ela, a comunicação era uma forma de educar as pessoas. Uma vez que os consumidores eram influenciados pela propaganda tradicional para consumir desodorante, cerveja ou chinelos, as mesmas técnicas usadas para vender produtos podiam ser usadas para se "vender" cidadania: "Os comerciais nos ensinaram a consumir bebida, a fumar, a um monte de coisas que não faziam parte da nossa vida e agora fazem. Mas a comunicação também pode ser utilizada para ensinar outras coisas. Se estamos querendo que as pessoas usem a água e a energia de forma racional, é possível usar a publicidade para isso".

Por isso, este post. No dia de hoje, em plena crise mundial, quando falamos de novos modelos sustentáveis de negócios, é necessário pensar caminhos onde a comunicação possa integrar sociedade, governo e empresas na busca de nova soluções, novos processos de aprendizagem, colaboração. E mais: neste Dia Internacional da Mulher, lembrei da Nádia e sua metodologia inovadora de trabalho que privilegia o diálogo, o "saber ouvir", o marketing de idéias e a comunicação para a transformação. Fica aqui registrada minha admiração e meus "parabéns" pela data de hoje para a Nádia e, lógico, a equipe da R&A (todas mulheres!).

2 comentários:

Aline disse...

Olá, Gaulia!
Obrigada pela bela homenagem. Ficamos lisonjeadas. Comentários assim nos motiva a continuar com o nosso trabalho. Que negócio é esse de Comunicação para Transformação?
Beijos,
Aline e Equipe Rebouças

Luiz Antônio Gaulia. disse...

Aline, comunicação para mudança ou comunicação para transformação para mim são sinônimos. As palavras têm poder para fazer as pessoas tomarem novas atitudes. Quando as palavras atingem nossas emoções então...aí sim, transformam hábitos antigos em novos. Este é o resultado da comunicação para a transformação.Abraço grande.