sábado, 4 de julho de 2009

Torre de Babel.

"Lidar com gente é a coisa mais difícil que existe" me disse um engenheiro recentemente, quando visitei uma obra em Pernambuco.

Entendi a dificuldade dele pois ser um gestor não é somente executar metas bem calculada no papel. Isso funciona na teoria. Na prática, a gestão de pessoas, grupos e times de trabalho requer de um líder a capacidade de ser um comunicador educador.

Como um verdadeiro mestre em sala de aula capaz de facilitar a descoberta pelos alunos de seus potenciais e com isso criar um ambiente incentivador da realização. Realização esta repleta de significado para quem a produz, uma vez que não é uma imposição à força baseada na ordem, mas uma motivação estimulada permanentemente a partir do que cada um descobre como talento transformado em atitude.

E isso acontece quando o líder facilita esse autoconhecimento por parte de sua equipe e sua comunicação é feita de maneira holística reunindo atributos racionais, cognitivos e afetivos. Ao dar esse impulso às pessoas que trabalham ao seu lado, qualquer gestor pode gerar resultados grandiosos - além dos traçados nas frias planilhas de controle.

Ou você acha que vigiar tempos e movimentos, entregar um contra-cheque ao final do mês e mandar aumentar a carga de trabalho resolve? Porque se fosse só isso provavelmente a Torre de Babel tinha sido construída e entregue na data. E a história seria outra...

2 comentários:

M. disse...

Oi Gaulia,
é uma honra a sua visita no meu blog.
Quem bom tb lhe encontrar. Já tive a oportunidade de ser entrevistada por vc na época em que estavas na Alunorte.
Bom...meu blog é atualizado de forma esporádica....vai de acordo com o tempo livre, mas manterei vc informado.
Adorei seu blog e vou visitá-lo sempre.
Abs,
Mônica Alvarez

Luiz Antônio Gaulia. disse...

Que bom, Mônica, receber seu feedback por aqui. E que saudades dessa terra linda de gente idem, que é o Pará!