quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Consumo.

Bom, depois de ver os vídeos que fiz referência nos dois posts abaixo, é hora de um pouco de reflexão. Que tipo de consumidor você é? Porque esse é um ponto que bate de frente com nosso futuro comum. As escolhas que estamos fazendo hoje se refletem no amanhã do planeta. Ou seja, que tal começar a ler a etiqueta, o rótulo do produto que você está comprando? Pode não ter muita coisa (mas devia, se a empresa fosse 100%preocupada com seus processos de fabricação) ou pode ter alguma coisa tipo: fabricado na China. O que pode não dizer nada para você, mas pode dizer que aquele brinquedinho, peça de roupa ou eletroeletrônico foi feito por crianças em situação similar à escravidão, ou feitas por presos políticos. Tudo bem para você?

Ok, a China fica do outro lado do mundo, não é mesmo? E esse assunto de Direitos Humanos é coisa deles, não nossa(é ironia, tá?). Mas e se a etiqueta disser que o produto veio da Amazônia? Ou não disser? Tipo: a madeira daquela mesa super estilosa que você colocou na sua sala, com um conjunto bacaninha de banquinhos de madeira. Todas as peças feitas com madeira não certificada, cuja origem é de desmatamento criminoso mesmo. Mudou alguma coisa? Para você? Para sua empresa (caso forem todos os móveis novos do escritório ou se forem as madeiras daquele stand na feira de negócios)?.E aí?

Ou seja, vamos começar a pensar - rápido - sobre nossos hábitos de consumo? Sobre nossas escolhas? Sobre a responsabilidade de cada pessoa, física ou jurídica? Nosso futuro vale isso não vale?

2 comentários:

Cadinho RoCo disse...

É sempre pertinente fazermos alertas que contribuam para reciclagem da nossa educação que no caso do consumo tem relação pra lá de direta.
Cadinho RoCo

Luiz Antônio Gaulia. disse...

E eu diria mais: consumo é um ato político, ideológico até. Hábito, comportamento- que merece reflexão. Nada de vivermos no "piloto automático" - vamos interagir, questionar, refletir, atuar. A vida é provocação e também convocação. Abraço grande e obrigado pelo post.