segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Educar pela comunicação.

Este é um salto qualitativo. Tornar a comunicação interna mais do uma ferramenta de gestão: praticar a comunicação como canal educacional - de evolução, de um olhar maior, do todo. Sistêmico.

Este é o novo (novo ?) papel da comunicação interna. Não apenas emitir informações e distribuí-las através de veículos. Mais do que isso: educar as pessoas, permitir o aprendizado organizacional e a gestão das competências incentivando diferentes profissionais a alcançar diferentes potenciais.

Educar pela comunicação é estimular o aprendizado, é ampliar horizontes e facilitar as relações humanas e a mudança cultural. É permitir a inovação, os novos caminhos e os melhores resultados. É gerar valor deixando as pessoas não somente a par da estratégia, não mais como coadjuvantes, mas como as protagonistas desta realização.

Porque como escreveu Peter Drucker: "as organizações existem para fazer com que 'pessoas comuns' façam coisas extraordinárias” e a comunicação é o melhor combustível para fazer isso acontecer de fato.

Nenhum comentário: