sábado, 23 de janeiro de 2010

Mídias sem amor, num amor sem escalas.

Usar a tecnologia para realizar demissões profiláticas e de baixo custo é apenas uma das fotografias que o inteligente e sensível "Amor sem Escalas" apresenta. Com o galã George Clooney no papel de um especialista em demissões, o filme também retrata o impacto da recessão econômica nas empresas dos EUA e a brutal redução de postos de trabalho.

Além de Clooney, a atriz Anna Kendrick (de "Crepúsculo") interpreta uma executiva novata alinhada ao melhor estilo "metas & resultados". Mas que acaba descobrindo que as relações humanas não cabem nos manuais de instrução ou nos fluxogramas elaborados em lap tops.

"Amor sem Escalas" é uma aula de RH e comunicação interna. Afinal, se não existe "almoço grátis" e o mercado muitas vezes parece um campo de batalha, é bom lembrar que os algozes de hoje poderão ser as vítimas do sistema de amanhã. E ética, transparência e respeito são valores que não saem de moda, seja em tempos de vacas gordas ou magrinhas.

Um comentário:

Casa da Joana disse...

Oi Gaulia, tudo bem?

Não sei se você lembra de mim, trabalho aqui no Jurídico da Votorantim.

Encontrei seu blog via ABERJE, fiquei muito feliz em te achar novamente nesse enorme mundo comunicativo.

Sou sua fã de carteirinha desde o tempo que você trabalhava aqui, vou acompanhar sempre os textos a partir de agora.

Abraço enorme!

Christiane Camargo