domingo, 17 de janeiro de 2010

Quem tem prestígio?

As "Empresas de Maior Prestígio no Brasil" foram recentemente listadas pela Época Negócios e a equipe do Grupo Troiano de Branding. É apenas um ranking, pois existem outros - entre eles o da Carta Capital ("As Mais Admiradas do Brasil").

Como venho escrevendo sobre reputação, valor e confiança na marca, ao reler a edição me veio a questão: o ranking serve como termômetro pelo trabalho realizado e pelo reconhecimento - ou não - dos consumidores e demais stakeholders. O mais importante contudo, na minha visão, é o potencial dessa credibilidade para o futuro.

Explico. Todos os rankings remetem ao que já foi feito. Ao passado, portanto. Como o mercado compra expectativa, e crise não tem hora - que tal seria uma previsão das marcas de maior potencial para entrarem ou subirem de posição no ranking em 2010/2011? Ou de algumas com sinal amarelo - de queda no prestígio?

Para responder a estas questões basta conferir um dos itens de avaliação de prestígio das marcas avaliadas pela Época/Troiano: o compromisso social e ambiental.Leia-se "sustentabilidade". Atributo de valor que vai crescer aos olhos dos entrevistados nas futuras pesquisas e será fundamental para uma boa avaliação de marcas tradicionais, novatas ou que desejem começar a saber a quantas anda sua reputação e seu prestígio.

Afinal, como escreve o consultor Jaime Troiano, nessa mesma edição da revista Época Negócios: "Fama, reputação e prestígio têm um habitat natural: o espaço das percepções públicas, onde nada é garantido a priori".

Que o digam a COSAN, Tiger Woods e...quem mais? Você decide.

Um comentário:

Anônimo disse...

Do jornal Brasil Econômico: a Puma - uma das maiores concorrentes da NIKE não perdeu tempo e pretende "lançar uma linha de produtos endossada pela modelo sueca Elin Nordgren" - a ex- esposa de Tiger Woods!
Veja só como um escândalo pode arrasar com um "herói" e fazer nascer outra súbite celebridade...
Abç.