quarta-feira, 21 de julho de 2010

É tempo de cuidar.


Não importa a mídia: cuidar da vida no trânsito, no trabalho, na família, na cidade - todo dia, toda hora é mais do que urgente. É atenção, é detalhe. Não é moda, é consciência.

O que nos falta diante de tantos acidentes no trabalho e das tragédias diárias no trânsito? A publicidade pode ajudar, mas o esforço para mudar atitudes deve vir das próprias pessoas - e suas escolhas.

4 comentários:

Tatiana Maia Lins disse...

Nossa, Gulia, vc escreveu pouco e disse muito. Me emocionei.

Tecelã disse...

Olá, Gaulia. É isso aí: precisamos nos fixar mais nas pessoas e menos nas máquinas.
Abç.

Buenavila disse...

Eu também acredito nisso. “Somos eternamente responsáveis por aquilo que cativamos”.

Tecelã disse...

olá, Gaulia
hj cuida-se muito dos bens materiais e o que realmente importa fica à margem, esquecido.
Frei Betto e/ou o L.Boff, se não me engano, têm bonitos textos sobre "o cuidar".
bj.