terça-feira, 15 de março de 2011

62% das pessoas confiam mais em empresas que se engajam em saúde.



Uma grande parte da população espera que empresas de diferentes setores se envolvam com temas e ações da área de saúde, que vão muito além do bem-estar dos empregados, de acordo com o Estudo de Engajamento em Saúde Edelman (de dezembro de 2010).

Segundo o estudo, 62% dos entrevistados, no mundo, confiam mais em empresas que se engajam efetivamente em saúde. No Brasil, esse número chega a 88%. Além disso, 65% recomendam ou compram produtos dessas companhias, enquanto que entre os brasileiros o percentual é de 69%.

Os negócios tornaram-se 'verdes' – agora é a hora de se tornarem 'saudáveis”, diz Bruce Hayes, VP Global de Prática de Saúde da Edelman e um dos idealizadores da pesquisa. 69% das pessoas entrevistadas dizem que a saúde esta junto do meio ambiente como uma questão de atenção vital dos negócios. “Para que uma empresa seja próspera e relevante para o futuro, ela precisa inserir o tema saúde na estratégia de negócios, não somente para cumprir seu contrato social com todos os stakeholders, mas para cumprir seu potencial completo de mercado”.

O estudo também mostra que mais de três em quatro (77%) entrevistados acreditam que as empresas deveriam trabalhar para ajudar seus funcionários e suas famílias a viverem de forma mais saudável (Brasil; 89%).


Um comentário:

Flávia Lobato disse...

Olá, Gaulia,

Seriam 62% ou 69%, como no cartaz? 8% é um percentual considerável, não?

Abraços,
Flávia.