sexta-feira, 18 de março de 2011

Ambiente multicultural e crise de imagem.


Em minhas aulas na ESPM-RJ tenho repetido que o atual comunicador empresarial precisa ser mais do que um técnico especializado nas disciplinas de jornalismo, publicidade ou RP.

Ele precisa ser antes de tudo um humanista capaz de trabalhar num novo cenário global: diverso, plural. Se marcas brasileiras estão indo globalizar outros países com nosso jeito verde-amerelo de cuidar (ou não) das pessoas, esse comunicador é também um diplomata corporativo que deve saber se relacionar em ambientes multiculturais complexos e dinâmicos.

Muitas crises podem começar nesse ponto. Por exemplo: marcas tradicionais aqui no Brasil podem ser percebidas como "imperialistas" nos países latino-americanos vizinhos e o orgulho de fazer parte de um "time brazuca" pode ser muito pequeno em determinados países (a Vale e a Gerdau Ameristeel enfrentaram greves e protestos sindicais no Canadá e nos EUA).

Por isso, me parece muito oportuno conhecer o trabalho da Profª Drª Maria de Fátima Oliveira recentemente premiada com a terceira edição do International Aberje Award, na 14ª International PR Research Conference, com a pesquisa:"Multicultural environments and their challenges to crisis communication".

O trabalho destaca que num ambiente global ,o entendimento das variáveis culturais é ferramenta de trabalho e relacionamento entre as organizações e seus interlocutores. Contudo, ressalta como o poder dos valores culturais individuais ainda não é bem compreendido em termos de gerenciamento da comunicação nas crises de imagem.

Para quem quiser ter acesso ao trabalho, o link abaixo permite obter cópias em diferentes formatos:
http://proquest.umi.com/pqdlink?Ver=1&Exp=03-16-2016&FMT=7&DID=2163659951&RQT=309&attempt=1&cfc=1

Nenhum comentário: