sábado, 12 de março de 2011

Cosméticos: a fórmula da próxima crise.

Seu xampú (ou shampoo) tem Ammonium Lauryl Sulfate? Ou Lauriusulfato de Sódio? Ou quem sabe Metilcloroisotiazolinona? Um Metilparabeno? Talvez uma Chlorhexidine ou um ácido Dissodium EDTA?

Você não sabe, não é? Saiba que você não esta sozinho nessa. Pouca gente se interessa em ler o rótulo daquele xampú ou condicionador comprado na farmácia. Mas caso você seja um curioso, vai descobrir uma infinidade de elementos químicos, completamente desconhecidos pela enorme maioria dos consumidores. Isso se você conseguir ler as minúsculas letrinhas que estão ali na etiqueta adesiva da embalagem - que é uma mensagem clara: nós fabricantes não queremos dar explicação de maneira transparente para você, usuário.

Mas, voltando à fórmula química que nós usamos diariamente nas cabeças (só para falar de xampús e condicionares). O que são essas coisas todas que caem misturadas nas nossas cabeças e a gente só percebe o perfume, sem questionar a química presente na fórmula?

Sei que a diferença entre remédio e veneno é a dose - como um engenheiro químico da Alunorte (PA) um dia me explicou. Mas, se temos uma grande quantidade de produtos de uso diário que carregam essa química toda, ao final do dia estamos com um pouco mais dessas toxinas em nossos organismos. E ao final de alguns anos...quem sabe o mal causado?

A Metilcloroisotiazolinona por exemplo é um preservativo químico tóxico e pode causar alergias, inflamações e irritações. Esses mesmos tipos de preservativos usados na indústria cosmética são usados também na comida industrializada que comemos. Você já parou para questionar essas fórmulas? Já pensou em usar o SAC ou o 0800 para saber sobre esses elementos cujos nomes assustam e não combinam com a sedução do marketing e seus apelos?

Porque imagine só ler: Pantene Pro Studio V - Nunca deixe de brilhar com a nossa metilcloroisotiazolinona! ou Garnier Nutrisse - Cabelo nutrido, cor perfeita com nosso Amodimethicone! Só para dar dois exemplos numa lista que inclui marcas famosas como Herbal Essences, Neutrox, Seda, Palmolive, Dove etc etc. Pouca gente escapa.

Então, que tal começar a ler os rótulos das embalagens? Você vai descobrir um mundo novo na história de cada produtinho que consome. Vai valer a pena saber mais. Sua saúde agradece e as empresas de cosméticos precisam começar a falar mais sobre essa verdadeira fórmula da beleza.

3 comentários:

Ministério disse...

Caiu na folia sem camisinha? O cantor Reginho te dá um conselho: http://bit.ly/foKnZH #fiquesabendo

Conheça a Campanha contra a Aids deste Carnaval: www.camisinhaeuvou.com.br
Siga-nos no Twitter e fique por dentro: www.twitter.com/minsaude
Para mais informações: comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude
Obrigado,
Ministério da Saúde

Anônimo disse...

Você conhece o site -
www.cosmeticsdatabase.com.?

Tatiana Maia Lins disse...

para aumentar o debate: http://www.imagemecomunicacao.com/2010/02/produtos-amigos-da-saude-ja.html

e tem também: http://www.imagemecomunicacao.com/2010/03/saude-sustentabilidade-e-reputacao.html