quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Compromisso.



Coerência e credibilidade são fatores fundamentais para que a comunicação atinja seus objetivos. Pensando nisso, para reforçar compromissos assumidos, a Chevron está com nova campanha institucional de comunicação. Vale a pena conhecer.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Dê adeus às superstições.

O  calendário 2013 da Campari traz a estonteante atriz Penelope Cruz vestida de vermelho e em fotos que simulam a total indiferença às superstições mais temidas pelas crendices populares.Uma estratégia provocativa de marketing e comunicação? Com certeza!

A atriz e a bebida (também de cor vermelha, assim como as roupas e alguns detalhes dos cenários) surgem entre espelhos quebrados, gatos pretos e saleiros espalhados pelo chão, entre outras situações de arrepiar. Confira!




A mensagem que fica é a de que a vida é para ser curtida. Se os desejos são mais fortes do que as proibições, com Campari qualquer donzela e também muitos marmanjos podem se transformar e cruzar as fronteiras rumo a um universo desconhecido.

O mundo dos desejos proibidos cuja origem é sempre a sexualidade humana. Não é por menos que Penélope veste-se de vermelho, a cor do desejo, da volúpia, do sangue e das paixões. E como todo mundo sabe, o álcool tem efeito inibidor das nossas auto censuras, não é mesmo?Concordemos ou não, a ação é extremamente sedutora na sua abordagem pois é impossível não prestar atenção nas imagens.

Este é o fascínio da publicidade e da estratégia do escândalo em ação.Tiro certeiro em corações e mentes, ávidos por uma dose de estímulo para buscarem, na vida real, aquilo que só a imaginação permite.

Confiram o making off da produção e parte da festa de lançamento do calendário. Parece que o sonho é real, mas é tudo marketing e comunicação!



sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Estratégia do escândalo?

Algumas marcas têm como estratégia provocar comentários, opiniões e discussões através de uma comunicação que privilegie escolhas polêmicas. Acho válido, pois num mercado onde se disputa a atenção do consumidor segundo a segundo, a busca da diferenciação e da originalidade muitas vezes vai requerer o uso dessa artimanha.

Isto é o que eu chamo de uma "Estratégia do  Escândalo": ações de comunicação e marketing propositadamente polêmicas para atrair a atenção de consumidores para algumas marcas.

Mas, ônus e bônus, como o mercado se autoregula, o próprio consumidor, cada vez mais bem informado e crítico, saberá escolher e decidir suas melhores opções de compra. A liberdade de escolha é fundamental, sempre, assim como a liberdade da marca em optar ou não por um posicionamento de mercado que lhe dê esta ou aquela vantagem competitiva. Não é mesmo?



O problema é se a tática gerar um ruído tão grande que transforme o movimento inicial numa bela crise. Uma crise com custos altíssimos junto ao CONAR, à Defesa do Consumidor ou pior, junto aos censores do Governo - que muitas vezes acreditam ter a verdade nas mãos. Ou seja, além de destruição de valor da marca, gastos consideráveis dos departamentos jurídicos, com um Termo de Ajuste de Conduta ou uma multa, por exemplo.

Tudo é possível, afinal, "não existe almoço grátis" como escreveu Milton Friedmann. 

Criatividade, transformação e redesign.


O CRIO, que será realizado entre os dia 21 e 25 de novembro, no Píer Mauá. Em sua primeira edição aqui no Brasil,  receberá o 9º Fórum Mundial da Criatividade, encontro anual da Rede de Distritos da Criatividade (DC Network) e a Bienal Mundial da Criatividade,   em torno do tema: Redesign e Transformação Urbana.

Serão dois dias de palestras, workshops, feira de negócios e exposiçãões que reunirão profissionais e pensadores da criatividade de todas as partes do mundo. Quem trabalha com comunicação deve ir, porque criatividade é uma exigência do pensamento estratégico e uma habilidade vital na entrega de soluções inovadoras aos clientes!

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Visão sistêmica e estratégia.




Uma questão fundamental para um plano integrado de comunicação é a visão sistêmica. O olhar mais amplo sobre os diferentes pontos de contato entre os stakeholders e os valores de marca das empresas e das organizações.

Entender cenários e contextos, perceber as necessidades e as características de cada público de interesse é um passo essencial para criar a base de uma estratégia vitoriosa de comunicação. Lembrando que estratégia não é um amontoado de veículos e tarefas pontuais de comunicação sendo produzidas e distribuídas sem unidade, frequência ou coerência.

Na foto acima, uma conversa com a equipe da Approach de São Paulo, nesta segunda-feira passada lá na Rua Helena, no Itaim Bibi sobre Comunicação Integrada e suas premissas: a visão sistêmica e a estratégia.

Nova marca da Approach.

 A Approach ganhou uma nova marca  e assumiu o posicionamento de "comunicação integrada" para o mercado. Agora, a agência  oferece serviços multidisciplinares no portfólio e amplia a capacidade de atendimento ao cliente, em todos os movimentos e relacionamentos numa abrangência multistakeholder.
 


 É um prazer participar dessa trajetória, em conjunto com um time de trabalho que conta com pessoas de grande talento.

sábado, 3 de novembro de 2012

Brilho no olhar.

Quanto vale uma marca? Qual o preço da admiração e do orgulho? Ontem, voltando de um evento no Rio Grande do Norte, conversei com uma equipe de bordo que não se encontra todo dia. Traziam um brilho no olhar e um orgulho de pertencer que transmitia não só a energia no trabalho realizado, mas o cuidado e a atenção aos passageiros e a simpatia elegante de quem defende sua empresa, sua marca. A tripulação da WebJet no trajeto entre Natal e Rio de Janeiro, literalmente, vestia a camisa, com um orgulho contagiante pelo seu uniforme. A marca da empresa não estava no peito, estava no coração!
 
Com empregados assim, uma marca ganha muito em reputação pois estes "embaixadores" da WebJet estavam praticando o melhor das relações públicas. Gente que faz a diferença porque supera expectativas no atendimento ao cliente, defendendo com garra a marca da companhia. Importante: a Web Jet vai deixar de existir em dezembro. A empresa será fechada.
 
E o que fazer com tanta motivação por parte destes empregados? Uma coisa é certa: um RH atencioso não deixava equipes dedicadas assim irem para os concorrentes ou mudarem de ramo. Perder boas pessoas é mandar pelos ares o valor fundamental de um colaborador: o brilho no olhar.