terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Uma aula de transparência.

Crises de reputação e imagem podem começar com um boato, um comentário numa rede social, um acidente ou mesmo uma pergunta não respondida de forma correta, seja de um jornalista, de uma autoridade do governo, de um empregado ou mesmo de um cliente.

Aliás, esses públicos hoje se misturam em seus perfis e olhar apenas para uma frente de contato nos faz perder toda uma oportunidade de diálogo e de valorização da nossa marca e da confiança sobre ela depositada. Um empregado pode ser um acionista, pode ser um cliente, pode ser membro de um sindicato. Ou, ao contrário, um cliente pode ser membro de uma ONG, pode ser um jornalista free lancer ou pode ser um juiz, um desembargador, um promotor de justiça. Ou seja, a complexidade do mundo atual, amplificada pelos canais da web e pela facilidade de acesso à tecnologia barata ou mesmo gratuita demanda uma abertura cada vez maior das empresas.

Um bom exemplo dessa transparência vem do McDonalds, do Canadá, através de uma apresentação rápida e eficiente da Diretora de Marketing admitindo que o sanduíche vendido na loja é diferente do sanduíche fotografado na propaganda. Uma aula de prevenção de crise  e de relacionamento para os tempos atuais. Confira!

Um comentário:

Tatiana Maia Lins disse...

é a tendência do nu frontal que está vindo com tudo, Gaulinha!