terça-feira, 28 de outubro de 2014

Automóvel. Eterno desejo de consumo?

O Brasil que empreende, gera riqueza e renda, emprega, paga imposto e faz a vida melhorar através do trabalho e do investimento sério, buscando resultados e criando novas oportunidades é o Brasil das marcas de valor, de prestígio. As marcas admiráveis e que desejamos consumir, comprar, possuir para nos sentirmos melhores do que somos, para ganharmos status, para facilitar nosso dia a dia, para completar uma parte de nosso ser a partir do inevitável ter. 


Essa sensação é parte integrante de quem vive numa sociedade de consumo e que está cada vez mais na busca de caminhos mais sustentáveis, mais "verdes". Na indústria de automóveis essa preocupação também é parte dos planos das montadoras e de suas grandes marcas, podem apostar. O tema deste ano, portanto, no Salão do Automóvel, passa por uma pergunta provocativa: como será o mercado de automóveis e o modelo de negócios do aparentemente ainda distante ano de 2034? Daqui a vinte anos? 

O debate encara a inédita pressão na forma de fazer negócios e produzir carros que toda a cadeia automotiva já está percebendo. Assim, além da tradicional mostra de novos lançamentos, a proposta do evento é tentar responder a questão das mudanças que se apresentam no horizonte: "mudanças no comportamento dos consumidores, restrições ambientais, severa necessidade de investimento em tecnologias e legislações de desincentivo a propriedade privada do automóvel, aliado a um cenário de novos modelos de mobilidade em um mundo predominantemente urbano".

Salão do Automóvel 2014 que acontece na cidade de São Paulo, no Centro de Convenções do Anhembi, traz para o mercado e para o público as novidades de uma das indústrias que mais mexe com a nossa mobilidade, os nossos sonhos de consumo, nossos corações, mentes e também o nosso bolso e toda a economia nacional. O evento termina no dia 9 de novembro.

Confira aqui no site do Jornal Estado de São Paulo, mais informações.

Nenhum comentário: