quinta-feira, 28 de maio de 2015

Uma importante missão da Comunicação Interna.

A comunicação interna tem uma tarefa importante, entre suas várias incumbências. Ela deve servir de veículo motivador dos times de trabalho, para se alcançar patamares de excelência e alto desempenho. Como? Mostrando os talentos da casa, os bons exemplos! Contando casos de sucesso através das pessoas que fizeram o sucesso sair da prancheta ou do plano estratégico e ganhar corpo, concretude e realidade na organização. Contar essas histórias, das pessoas competentes, é um conteúdo valioso que a comunicação interna precisa utilizar.

Isso porque do outro lado da moeda, existem os desengajados. Se a comunicação interna não souber narrar as boas histórias mostrando o mérito dos empregados que fazem as coisas acontecer, os detonadores de plantão vão contar as suas versões. E elas nunca são positivas, porque quem é desengajado quer mais é ver o circo pegar fogo. São aqueles tipos que falam mal da empresa, dentro da empresa, na hora do café ou pelo corredor. Com uma piadinha aqui, um sarcasmo ali e pronto. Vão lançando suas sementinhas do mal.

O desengajamento pode ser fruto da desatenção das lideranças para com suas equipes de trabalho mas, independentemente dos motivos é uma praga. E pragas assim devem sumir com o uso do remédio da comunicação valorizando os que buscam a excelência. Desengajados podem contaminar todo um grupo de trabalho através do desânimo e do negativismo.  Desengajados detonam com o valor da marca, pois geralmente fazem um trabalho mal feito e ruim. E o cliente percebe!

Desengajados, desinteressados, dissimulados, preguiçosos e espertalhões  podem causar danos enormes e silenciosos nas equipes. E a partir delas, nos consumidores, na satisfação dos clientes e em todos que se relacionam com a marca, em todos os seus pontos de contato. Esses indivíduos também podem contaminar não só uma empresa, mas um governo e até uma sociedade inteira. Um verdadeiro pesadelo!


É dever de quem quer fazer as coisas funcionarem, de quem tem compromissos e zelo pelo que faz, cobrar empenho e eficiência dos outros. Honrar o mérito de cada um é fundamental. Valorizar os bons, os dedicados, os eficientes e qualificados é uma importante missão da área de comunicação interna em conjunto e sintonia com o pessoal de RH. 

Valorizar quem tem valor, essa é a meta! E os desengajados e malandros que vão lamber sabão...longe da empresa.

Nenhum comentário: