sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Basta de violência.

Alexsandro Palombo é o artista italiano responsável pela campanha contra a violência às mulheres, utilizando  fotos de atrizes famosas repletas de hematomas pelo rosto. O artista já tinha feito outras campanhas nessa mesma linha, usando personagens da Disney e de cartoons conhecidos. 
As imagens chocantes, cedidas pelas próprias artistas e manipuladas por Alexsandro foram produzidas para o Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. E se você não sabe exatamente qual é essa data, basta lembrar: todo dia é dia de respeito às mulheres e de não-violência.

segunda-feira, 16 de novembro de 2015

Retrato da crise.

Um acidente ambiental da proporção do ocorrido em Mariana (MG) atinge em cheio a reputação não só da Samarco, mas também das suas controladoras: Vale e BHP. Uma tragédia com vítimas fatais e graves desdobramentos - que ainda continuam acontecendo e atingindo outras cidades de Minas Gerais e do Espírito Santo -, é um momento de forte mobilização solidária e também muita revolta. 

Agora, o mais importante é cuidar das pessoas, dos ecossistemas e evitar consequências ainda mais desastrosas.  É muito grave a crise. É muito triste testemunhar tudo isso. As vítimas fatais e o trauma em crianças e moradores desalojados não têm preço.

quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Programa de Música & Orquestra do Instituto GPA


O Programa de Música & Orquestra doInstituto GPA  é uma iniciativa de responsabilidade social do Grupo Pão Açúcar e foi criado em 1999 para apoiar adolescentes do Ensino Médio. Com uma média de 500 alunos por ano, o programa já teve mais de 13.000 jovens desde o início do projeto. A proposta é o aprendizado de um instrumento musical e a participação numa orquestra trabalhando não só a cultura musical através de obras de clássicos como Mozart, Bach e rimas populares de Heitor Villa Lobos entre outros, mas também a auto estima, a disciplina, a concentração e o senso de equipe.
 
 

Os alunos que se destacam no Programa de Música são convidados a participar da Orquestra Instituto GPA, composta por até 40 integrantes. Na orquestra, a garotada têm o privilégio de representar a cultura musical da sua região, divulgando-a em apresentações no Brasil e, inclusive, no Exterior. Muitos dos ex-alunos fazem carreira em outros países, tornam-se professores no Brasil e se destacam no mundo da música clássica. Realmente empolgante!

Pelo brilho no olhar da garotada e pelo alto astral das apresentações, o sucesso é a marca desse maravilhoso projeto social. No I Fórum de Responsabilidade Social da Estácio eu tive o privilégio de ouvir essa meninada tocando, cantando e atuando.  
 
A foto é de Anna Cola.


Coletiva de Imprensa - SAMARCO

 
Assista ao vídeo da coletiva de imprensa realizada nesta quarta-feira, 11 de novembro, com Andrew Mackenzie, Chief Executive Officer da BHP Billiton, Murilo Ferreira, diretor-presidente da Vale, e Ricardo Vescovi, diretor-presidente da Samarco.

sábado, 7 de novembro de 2015

O mundo é das marcas:"Amazon" chinesa vai comprar o "You Tube " chinês.

É um mundo cada vez mais e sempre orientado e guiado por marcas. Um nome vale milhões e um bom negócio com um bom nome não tem preço. Ou melhor tem! Um preço alto, podemos dizer. 

Para os negócios globais, grandes nomes carregam maiores chances de bons lucros e maior domínio de um determinado segmento de mercado. Mas marcas não nascem da noite para o dia e para vencer num mercado fervilhante e competitivo, é preciso não somente fazer o dever de casa entregando a promessa da marca, mas trabalhar para que a reputação e o prestígio da marca consigam ocupar na memória dos diferentes stakeholders, um espaço diferenciado. Uma percepção de valor única, exclusiva. 
Os novos empresários chineses, eleitos pelo Partido Comunista Chinês, no poder há décadas, buscaram o caminho da cópia: como eram parte de um país fechado, cujo monopólio de qualquer área econômica era do estado, não sabiam como criar ou inovar. Inovação, criação de valor, empreendedorismo é coisa de livre mercado! Mas, enfim: com os ventos da liberdade (econômica apenas, tá?), lá forma os chineses conquistar corações e mentes com suas novas empresas irrigadas com dinheiro do governo "do povo". 



O Alibaba, monumental empresa de comércio eletrônico chinesa, listada na NYSE e uma grande concorrente da Amazon de Jeff Bezos, está comprando o You Tube chinês, chamado de Youku Tudou por uma bagatela de US$ 3,5 bilhões. Uma operação milionária para um negócio que atende milhões de pessoas: desconhecida para a maioria dos brasileiros,o Youku possui 200 milhões de seguidores! 

A comparação entretanto, é inevitável: marcas famosas têm sempre seus seguidores, seus plagiadores e seus admiradores. O mundo dos negócios é um campo de batalha e as armas muitas vezes não são sutis. Quando seguem os manuais de marketing e branding o caminho é longo para conquistar e manetr consumidores e clientes satisfeitos. Outras vezes, quando a disputa é global, as armas são literais e podem mover exércitos para tomar mercados na base do tapa e do tiro. Mas aí, quem perde somos todos nós. 

Prefiro a disputa no campo do livre mercado no qual quem vence tem que ser o melhor, de fato. Marcas vencedoras entregam a promessa e sabem surpreender seus clientes e toda a rede de stakeholders na qual se relaciona.

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

O mundo é das marcas.

Vivemos num mundo de marcas e as mais admiradas valem mais. Valem mais por serem ativos estratégicos capazes de alavancar mais negócios, reduzindo custos de investimentos e facilitando a atuação em mercados novos, pois são percebidas como confiáveis e desejadas. Além de já estarem consolidadas no segmento no qual atuam e de possuírem diversos outros atributos específicos conforme cada uma delas. As marcas comandam os negócios pois servem como referenciais para os consumidores e para todos os stakeholders.


A Hypermarcas é uma das maiores companhias de bens de consumo de origem brasileira e possui o maior e mais diversificado portfólio de marcas predominantemente líderes e vice-líderes em seus respectivos segmentos de atuação. Seus administradores e acionistas sabem muito bem o valor de uma marca para o sucesso de um negócio e comprovaram isso nesta última semana. A empresa realizou uma mega operação de venda de suas marcas de cosméticos para o grupo internacional COTY vendendo as divisões de produtos com nomes tradicionais e conhecidos no mercado brasileiro como Bozzano, Monange, Paixão, Biocolor, Risqué e Cenoura & Bronze, entre outras.


A transação não incluiu os ramos de descartáveis da Hypermarcas, como fraldas Pom Pom, Cremer Disney e Bigfral, assim como preservativos Jontex, Olla e Lovetex e os adoçantes Zero-Cal, Finn e Adocyl. Mas o negócio foi útil para a Hypermercas. Parte do  valor recebido saneará o caixa e as dívidas e o restante vai ajudar a fortalecer outros negócios - e marcas -, da empresa. Em tempos de bonança ou de crise, investir na marca e nos seus diferencias é sempre um bom negócio. Não só nos atributos operacionais, funcionais mas também nos atributos de reputação e também inspiracionais cuja força de associação, memória e emoção podem fazer toda a diferença entre o sucesso ou o fracasso.  Alguém duvida?